Uncategorized

Ironman África do Sul 2017

Poderia dizer até que foi o meu primeiro IronMan (3800m de natação + 180km ciclismo + 42km de corrida).

Não foi a primeira vez q completei a distância. Mas foi a primeira vez que curti cada instante desse dia.

Realizado em Port Elizabeth – África do Sul em Abril de 2017.

Mar gelado (18 graus), temperatura amena (24 graus) e hora fazia vento, hora fazia nenhum.

Cidade acolhedora. Todos os motoristas dos ubers que peguei tinham a certeza que eu iria ganhar a prova!! Hehehe… Muita energia positiva.

Mas eu só queria completar bem. Depois de dois “fracassos” em Fortaleza (2015 e 2016) decidi meio que de supetão fazer essa prova para me reencontrar, ou melhor, para me encontrar como triatleta de IronMan.

No primeiro Iron, adoeci 3 dias antes da prova, mas completei. No segundo, adoeci 7 dias antes, mas dessa vez abandonei (Essa decisão me dói até hoje, deveria ter completado!).

Em solo africano tudo correu bem. Treinei com meus amigos dias antes da prova no percurso da prova. Foi tudo ótimo. E a prova veio para coroar essa alegria.

Sem me colocar pressão, eu só queria sair bem da água. Depois iria pensar no resto.

A largada foi incomum. Dividida por baias de expectativa de tempo e largando 7 atletas a cada 7 segundos. Para mim que não gosto muito de multidão na água foi ótimo.

Nadei bem e quando olhei para o relógio q marcava 58:00 a felicidade era plena. Minha melhor natação de todos os tempos. E melhor até do que a maioria das minhas provas mais curtas.

Agora era só pedalar os 180k. Tava tão feliz que resolvi sentar a bota. Tava feliz, só queria curtir. Mas tudo tem seu preço.

No km 90 tinha feito mais força do que nunca, medido pelo meu medidor de potência. Resolvi tirar o pé se não teria nada de pernas para correr.

Lá pro km 170, já pensando na corrida, fui ultrapassado por dois ciclistas que logo após ultrapassagem reduziram o ritmo.

Fiquei em uma situação em que seria punido por estar em “zona de vácuo”. Resolvi acelerar para sair disso.

Passei o primeiro mas não quis gastar perna para passar o outro em seguida. Mas o desgramado que estava à frente reduziu mais a velocidade.

Quando acelerei pra sair da zona de vácuo o fiscal da prova veio de motoca a meu lado e me puniu com 5′ de penalty. Chora.

Me aproximando da transição fiquei procurando o local para cumprir a punição, mas não vi. Muita gente assistindo e muito movimento perto da transição.

Cheguei na transição e perguntei pelo local. O cara me informa que eram 2km pra trás. Já tinha passado.

Retornei, achei o local e cumpri o penalty.

Voltei pra transição tão na pilha que não regulei meu ritmo da corrida. No km 8 é q senti o peso dos 4’10” que estava colocando de pace. Reduzi mas já era tarde.

Pernas cansaram. Caminhei nos postos de hidratação e em algumas subidas. Passava pelos marcadores do chip no chão e só pensava que estava mandando uma mensagem para minha esposa que havia ficado no Brasil. “Amor, tô vivo!!”.

E assim, fui indo até o km 39. Só faltavam 3. Pensei, “Cheguei!!”! Encaixei o que dava pra encaixar na corrida e fui.

Vi logo a minha frente um cara da minha categoria (a idade ficava escrita no número de peito). Pense num cabra quebrado! Hehehe.

Pensei até em colocar meu número para frente para ele não ver minha idade. Mas tava tão tranquilo que não estava nem aí se ele visse.

Logo após passar ele, aconteceu o que eu imaginei. Ele apertou o passo. Vamo nessa!!!

Não tava aí, mas agora eu tô!!! Hehehe Ritmo encaixado, só paro no pórtico. Ou não…

Fisgada de câimbra nos músculos posteriores da perna direita. Lascou! Parei rapidinho pra dar um alongada e voltei a correr. Puxou de novo! Aí parei com calma.

Deixei o brother ir, alonguei e fiz massagem. Voltei a correr mais leve com “aquele sorriso” no rosto. Vou completar!

No tapete de chegada olhei para trás para ver se estava sozinho, estava! Olhei para o relógio do pórtico pra dar um confere no tempo, 09:53:59! E 3:26:29 na maratona.

Que alegria! Que satisfação!!! Pela primeira vez eu me senti um “IronMan”!

Curtiu a loucura? Deixe seu comentário logo abaixo. 🙂